• Contatos:
  • (37) 9905-2013
    (37) 9827-8023
  • contato@fazendanovocaminho.com.br
Regime Interno


Regimento Interno
Fazenda de Recuperação Novo Caminho

          Todos os programas de tratamento têm regras e normas específicas. Desde o Processo de Triagem, o candidato e seus respectivos responsáveis deverão estar cientes das mesmas, informando-se dos procedimentos adequados e esclarecerem-se de quaisquer dúvidas para o ingresso e efetivação na vida da Comunidade Terapêutica.

Respeitando o Código de Ética da Federação Brasileira de Comunidades Terapêuticas (FEBRACT), procuramos proporcionar um ambiente saudável e livre de álcool e outras drogas, levando-se em conta:

 1)    Regime de internação

Comunidade Terapêutica para adultos a partir de 18 anos de idade.

Período de internação: 09 meses

2)    Generalidades

a)    A comunicação verbal entre todos– companheiros, diretoria, funcionários, voluntários, visitantes – deverá ser sempre com respeito, evitando-se gírias, palavrões, tom alto de voz, apelidos e brincadeiras com contatos físicos.

b)     O material didático – livros, cadernos, papel, caneta – sempre acompanharão o residente nos horários das reuniões de grupo e cursos profissionalizantes.

c)    Para qualquer solicitação e autorização do envio de cartas, bilhetes ou algum objeto, deverá ser analisado, primeiro, pela coordenador da casa.

d)    Dinheiro e/ou objetos de maior valor e/ou bens pessoais que ficarem relacionados fora da lista do rol, serão devolvidos aos familiares e/ou guardados até o término do tratamento.

e)    Gilete comum, objetos pontiagudos em geral, celular particular, revistas pornográficas e óculos escuros estão excluídos da rotina diária da Comunidade Terapêutica, e devem ser devolvidos à família.

f)     O residente devolverá aos devidos lugares e em ordem, os objetos de uso coletivo (livros, jogos, apostilas etc) após a utilização, sempre limpos e arrumados.

g)    Os aparelhos de som, TV, DVD são comunitários. Deverão ser manuseados e utilizados conforme a orientação e designação da coordenação da Casa de Recuperação.

h)   As cartas serão distribuídas conforme a orientação da coordenação.

i)     Deverá ser respeitado o anonimato dos grupos de partilha, sem que se faça comentários sobre o que foi dito e trabalhado com os companheiros.

j)      O residente terá atendimento psicológico individual e coletivo.

k)    As atividades de lazer e laborterapia obedecerão o cronograma específico.

3)    Equipe Multidisciplinar

Para o desenvolvimento dos trabalhos na Comunidade Terapêutica, existe uma equipe composta de funcionários e voluntários, a saber: Diretoria, Coordenação da Casa, Psicóloga, Assistente Social, Auxiliares Administrativos, Orientadores Espirituais.

Qualquer sugestão ou crítica poderá ser feita ao coordenador da casa de recuperação ou durante as reuniões com membros da Equipe Multidisciplinar.

 4)    Cronograma

O residente deverá ter consciência de como funciona o dia a dia na Fazenda de Recuperação. É importante que conheça o que lhe será sugerido durante o tratamento. O horário, com a programação das atividades desenvolvidas na Comunidade Terapêutica, será apresentado pela Assistente Social no dia da entrevista. E ficará também afixada uma cópia do mesmo no quadro de avisos da Fazenda e na Casa de Triagem.

É importante respeitar os horários das atividades estabelecidas. Chegar sempre cinco minutos antes de seu início é exigência fundamental. No desrespeito, o residente estará sujeito à experiência educativa.

O cronograma poderá ser alterado de acordo com as necessidades da Equipe.

 5)    Patrimônio

Zelar pela conservação do patrimônio da Comunidade Terapêutica é dever de cada um.  A quebra, inutilização ou danificação voluntária será debitada do residente (cadeiras, portas, paredes...)

 6)    Refeitório

a)    Haverá quatro refeições diariamente: café da manhã, almoço, café da tarde, jantar. O horário deverá ser rigorosamente respeitado, incluindo os que trabalham na cozinha, salvo aquele que trouxer orientação ou atestado médico.

b)    Lavar as mãos antes das refeições, conversar em tom baixo e obedecer às chamadas serão atitudes importantes para proporcionar o bem estar coletivo.

c)    É importante ficar atento aos cestos de lixo ou de lavagem: cada um no seu devido lugar. Os pratos deverão estar sem nenhum resto de alimento.

 7)    Dormitórios

a)    A entrada ou permanência nos quartos obedecerá aos horários das atividades, salvo com autorização da coordenação da casa. E permitida somente no quarto onde reside.

b)    Manterá o armário limpo e arrumado, usando-o somente para guardar roupas e objetos de uso e higiene pessoal.

c)    Pela manhã, deixará a cama arrumada.

d)    É proibido transitar pela casa apenas de roupas íntimas. A porta e a janela do quarto deverão ser fechadas sempre que for trocar de roupa.

e)    Manterá silêncio após o recolher e apagar das luzes.

 8)    Higiene Pessoal

a)    O residente deverá manter-se limpo com banhos diários, roupas adequadas, cabelos em ordem e boa aparência.

b)    Limpará bem os sapatos, botas, tênis e chinelos antes de guardá-los no lugar indicado, sem deixar meias dentro de sapatos ou tênis.

c)    As roupas que ficarem de molho deverão ser lavadas no mesmo dia.

d)    O tempo sugerido para o banho é de cinco minutos, no máximo. Por isso, lavagem de roupas e o fazer a barba deverão ser realizados em outro momento.

9)    Laborterapia

a)As escalas de serviço serão passadas pela coordenação da casa.

b)O residente poderá ser remanejado, mesmo se estiver em escala prevista, conforme  a necessidade do serviço a ser executado.

c) Limpar toda ferramenta utilizada e devolvê-la ou guardá-la no lugar apropriado (enxada, rodos, vassouras, panos etc)

10) Telefone: controle e ligações

a)    É expressamente proibido telefonar ou receber telefonemas sem autorização da coordenação.

b)    O residente poderá fazer ou receber um breve telefone em situação de aniversário natalício pessoal ou de um ente querido bem próximo.

c)    Os telefonemas extras serão autorizados pela coordenação quando a mesma julgar necessários.

11) Saídas da Comunidade Terapêutica 

a)    Os residentes terão saídas programadas.

b)    E expressamente proibido ao residente dar, oferecer e receber dinheiro de outro residente ou familiares e/ou amigos em quaisquer saídas da Comunidade Terapêutica.

c)    O residente será inspecionado em seus trajes e pertences ao retornar para a Comunidade Terapêutica, sempre na presença do coordenador da casa.

d)    Qualquer saída que faça parte do cronograma poderá sofrer cortes temporários em função do comportamento individual ou coletivo dos residentes.

e)    Não é permitido sair dos limites da Fazenda de Recuperação sem prévia autorização do coordenador.

12) Medicamentos

a)    Durante o processo de triagem, o candidato à Comunidade Terapêutica e seus responsáveis informarão se o interessado faz uso de algum medicamento. Em caso afirmativo, no dia da internação, o(s) medicamento (s) deverá(ão) ser entregue(s) à Equipe.

b)     Todo e qualquer medicamento ficará na Sala de Medicação, guardado e administrado pela Equipe, sempre sob orientação médica. E o residente deverá solicitar o medicamento no horário indicado e ingeri-lo junto ao coordenador da casa.

13) Doações

a)Toda e qualquer doação deverá ser encaminhada diretamente à Casa de Triagem ou,

caso seja levada no dia da visita, entregue ao coordenador da Fazenda.

14) Dia de Visita

a)    Acontece geralmente no quarto domingo de cada mês.

b)    Todas as roupas deverão ser recolhidas dos varais.

c)    Todos permanecerão nas dependências da Fazenda. Os dormitórios ficarão fechados e o acesso somente será autorizado pela coordenação.

d)    Os familiares e/ou responsáveis ficarão atentos em não facilitar doações de alimentos e/ou outros objetos a qualquer residente.

e)    A manobra, direção ou permanência no interior de veículos não serão permitidas.

15) Saídas para Visita (Reinserção Social)

a)Serão realizadas a partir do dia em que o interno completar o 6° mês.

b) O tempo de visita passará a ser contado a partir do momento em que o residente sair da Comunidade Terapêutica. Retornará seis dias após a saída, descontando o tempo de viagem.

16) Consultas, exames, tratamentos

a) É responsabilidade dos familiares levar e acompanhar o residente, quando necessário, às consultas médicas, psiquiatras, dentistas, laboratórios e afins.

b) Nos casos em que houver emergência de atendimento ou acidente, a Comunidade Terapêutica assumirá a responsabilidade pelo encaminhamento ao Pronto Atendimento, comunicando, em seguida, à família/responsável para que tome as providências necessárias.

c) O residente deverá realizar exame toxicológico, em laboratório de confiança da entidade, em caso de suspeita, pela Equipe Multidisciplinar, de uso de substância durante o tratamento.

17) Desligamento do tratamento

a) Quando o residente pedir seu desligamento (desistência) ou for desligado ou receber

alta administrativa (graduação), os familiares ou responsáveis serão avisados de tal

procedimento.

b) Serão casos de desligamento imediato: situações de violência, conflitos, uso de

álcool e outras drogas.

c)    Em caso de evasão, a Equipe comunicará aos responsáveis imediatamente. Para os casos de internamento por determinação judicial, o juiz também será informado, assim como a instituição que encaminhou o residente.

d)     A Equipe terá até 24 horas para efetuar o desligamento devido a questões administrativas. Por isso, não será efetuado em final de semana.

e)    A Comunidade Terapêutica não se responsabiliza pelo transporte do residente que, por qualquer motivo, esteja se desligando do programa de tratamento.

f)     Residentes menores de idade somente sairão da Comunidade com a presença da família e/ou responsável ou autorização por escrito da mesma    

18) Grupo de Ajuda Mútua

a)A família deverá escolher o grupo de autoajuda com o qual mais se identificar. É obrigatória a participação semanal das famílias em grupos de apoio da própria cidade. No dia da visita, os comprovantes de participação deverão ser apresentados por todos aqueles que desejam visitar o residente, sejam eles familiares ou não.

b) Nas dependências da Casa de Triagem da Fazenda Novo Caminho (à rua Dona Naná, 453 – Bairro Gomes – Lagoa da Prata), todas as quartas-feiras, às 19:00 horas, são realizadas reuniões do grupo de autoajuda do Programa de Vida Nova. Os familiares do interno deverão frequentar o grupo, pois isso faz parte do tratamento.

19) Ações disciplinares

Quando necessária, será aplicada, pelo coordenador, medida educativa ao interno, como:

a)    Ficar privado de lazer por 07 dias

b)    Reflexão individual

c)    Advertência verbal e conscientização

d)    Advertência por escrito

Obs.: A medida educativa aplicada depende da gravidade do fato, não tendo necessariamente de seguir a sequência acima.

  Solicitamos o cumprimento dessas normas para o melhor convívio na Comunidade Terapêutica.


    CASA DE TRIAGEM
  • Rua Dona Nana, 453
  • Gomes, Lagoa da Prata/Minas Gerais
  • (37) 9905-2013 / (37) 9827-8023
  • contato@fazendanovocaminho.com.br

  • FAZENDA DE RECUPERAÇÃO
  • MG-429, KM 16

Fazenda novo caminho © 2014
Todos os direitos reservados